Loading...

Eu quero ser como o bebê

2018-03-04T19:03:01+00:00

Eu quero ser como o bebê
Que descansa seu peso
E, indefeso, ora o coração
Que encontra o sono e encanta o sonho
Nos braços de Deus

Eu quero ser como o bebê
Que esquece outro colo
Que se apega devoto
Que se vê, se identifica e apenas fica
Nos braços de Deus

E transpiram juntos
E juntos se movem e movem
O coração que se acelera
E o sentem repousar
Se debatem e se encaram
Me descaro, me encara
Me rebelo e me ensina
E eu aprendo
E apreendo
Aprenda a ser, aprendiz
Ele me diz

Eu quero ser
Quero ser como o bebê
Que tem nos braços do pai
Um amor onde morar
O filho no pai, um pai que é filho
Permanecendo
E sendo corações fundidos
Unidos

São casa um do outro
Vivem na mesma mansão
São juntos
São um
São

Eu quero ser como o bebê
Que nos braços do pai crê
Simplesmente estar no céu
Eu quero ser como Gael

André Nascimento

 Escrevi essa poesia inspirado no Gael, bebê que pude acompanhar alguns dias quando esteve na UTI com bronquiolite.

Ele nos meus braços e eu nos braços de quem?

Sobre mim

Sou poeta, escritor e músico: artista-pássaro que busca levar beleza e verdade, poetizando a vida que Deus sempre quis. Atuo, canto e escrevo contos, crônicas, poesias e artigos.

Últimos textos