Imagina você ganhando uma poesia personalizada! Algo só seu, inspirado em você! E se essa poesia inspirasse uma ilustração, lettering ou foto?

Estou fazendo QUATRO sorteios de dois quadrinhos com moldura (a poesia e a imagem) para me ajudar com uma situação complicada aqui na Espanha. Continue lendo!

Mais informações

Sabe a viúva pobre que só tinha um pouquinho de azeite e muitas dívidas pra pagar (II Reis 4)? Estou numa situação parecida. Se trata de uma dívida e dos meus dentes! A ideia é levantar o dinheiro necessário em algumas fases. Para esse primeiro momento, o objetivo é levantar 7000 reais. Te explico:

1. Dívida: quando eu morava na base da JOCUM Cáceres, precisava pagar, claro, meus gastos (aluguel, água, luz, alimentação…). Porém, como meu apoio financeiro não era suficiente, acabei não conseguindo pagar tudo, e tenho uma dívida de 2.335 reais (366 euros).

2. Meus dentes: entre canais feitos anos atrás, infecção, perda de osso e etc., preciso fazer implantes e colocar umas “jaquetas”. Dentista é caro em todo lugar, e em euro então… O tratamento completo fica em torno de 24.000 reais (3.350 euros).

“O que você tem em casa, André?” Dinheiro não tenho. Mas tenho muitos amigos e uma habilidade que posso usar: escrever! Por isso esse sorteio. Com esses primeiros 7.000 reais posso pagar a dívida com a base, e iniciar o tratamento dentário.

Se trata de um sorteio. Teremos 4 ganhadores. Cada um vai ganhar duas coisas:

– um quadrinho com uma poesia personalizada (tamanho A4)

– um quadrinho com uma ilustração, foto OU lettering (tamanho A4)

A poesia vai ser inspirada em você: algo especial ou interessante, sua história de vida, suas qualidades… Ou sobre uma pessoa que você queira presentear!

É uma oportunidade, inclusive, de ouvir Deus falando com você! Desça a tela até o final para conhecer algumas das minhas poesias.

Alguns amigos artistas toparam me ajudar. Conheça-os abaixo!

Esses são os amigos que estão me apoiando. Cada sorteado vai poder escolher, por ordem de sorteio, UM artista pra ilustrar a poesia que eu vou escrever.

Imagina que legal ter essas artes personalizadas na sua parede! Sempre que olhar pra elas você vai sorrir aí por ter me ajudado a sorrir (com dentes) aqui.

Clique no nome dos artistas abaixo pra conhecer melhor o trabalho deles! Clica também no link para acessar o Instagram deles e ver mais coisas!

@hendermedina e @hender.medina

@jujuderretine e @derretinecrafts

@aizeklettering

 

@esanchess e @esan.x

Por cada número/cidade você pode pagar no mínimo R$ 15,00 e no máximo quanto você quiser.

O sorteio vai ser realizado e gravado via internet no dia 19 de dezembro de 2020, às 16hs (horário de Brasília). Estará disponível no meu perfil no Instagram @andrenaespanha. Nos dias seguintes ao sorteio, vou conversar com cada um dos 4 sorteados e me inspirar pra escrever!

Depois de escritas as poesias, vou enviá-las para os artistas pra que possam criar seus trabalhos. A previsão é que enviemos para os ganhadores na segunda quinzena de janeiro.

1. Acesse a tabela do sorteio para escolher seus números/cidades. Clique aqui.

2. Me escreva para dizer quais você escolheu. Elas ficarão reservadas até que você pague.

3. Efetue o pagamento. Seus números/cidades vão ficar indisponíveis para outras pessoas.


Todos os pagamentos devem ser feitos na conta do Bradesco do meu pai, que é quem intermedia finanças para mim no Brasil. O pagamento pode ser feito por transferência, depósito, DOC, TED ou Pix. Abaixo estão os dados:

  • Transferência, depósito, DOC, TED:

Banco Bradesco (banco 237) – Agência 0112-0 – Conta Poupança 1003181-8

CPF 007.144.688-51 – Florisvaldo dos Santos Nascimento

  • Pix

Use o CPF 007.144.688-51 – Florisvaldo dos Santos Nascimento

Conto com você!

Compre quantos números/cidades quiser! Chama mais alguém pra participar também e seja parte dessa “rede de vizinhos multiplicadores de azeite”.

Clique aqui para acessar a tabela do sorteio e escolher seus números

Meus contatos:

WhatsApp: +34625482889 (clique para me enviar um WhatsApp)

email: andrebnascimento@gmail.com

Instagram: @andrenaespanha

 

Sobre mim


Sou André Nascimento, tenho 35 anos e sou missionário em JOCUM (Jovens com uma Missão), na base existente na cidade de Cáceres – Espanha.

Meu trabalho é fruto da minha vocação: ajudar as pessoas a desenvolver seu potencial dado por Deus, compartilhando a verdade e a beleza dEle através da arte e do discipulado. Na prática, trabalho com evangelismo, discipulado e artes.

Clique aqui para conhecer meu trabalho com mais detalhes!

algumas poesias minhas

O cortejo avança
Chega o realejo
Toma o vilarejo
O enche de gracejo
Quase explode em dança

Em sua liderança
Ele me festeja
Pai que não fraqueja
Tanto me deseja
Ama e não se cansa
No auge da festança
Deus, com seu molejo,
Toma o ensejo
Diz: eu te festejo!
E a outro filho avança.

Não é pedra. É tropeço.
Não é flor. É recomeço.
Não é céu. É imensidão.
Não é terra. É imersão.
 
Não é chão. É fantasia.
Não é vida. É poesia.
É fugaz, fútil, desnecessária, dispensável, inconsequente, não-entendível, afiada, alquimia.
É poesia. Ninguém queria.
 
Mas quem quis…
 
Não leu. Bebeu.
Não amou. Sofreu.
Não parou. Poetizou. 
 
Mas quem quis, bebeu. 
Quem amou, sofreu. 
Quem andou, poetizou. 

Sou esse grande emaranhado
Complexo por inteiro
Indivisível, embaralhado
E quem não é? E quem não é?

Eu sou sim essa rica rede
De conflitos e emoções
Vias e ruas e paredes
E quem não é? Você é, né?

Mas Ele nos criou e assim
Nos construiu e no fim
Só importa ser como Ele é
E você é? E você é?

A cidade soa vazia
A onda se vai, o eco não vem
Onde a água corria
Fluindo da fonte
Desde o horizonte
Semente já não cresce bem

Então vem você e aparece
Novidade que brota no ar
Fôlego que me reaquece
Povoa minh’alma
Inspira-me à calma
Cor que me ajuda a sonhar

A cidade outrora sofrida
Brilha ao se reconstruir
Você, alegria escondida
Faz no meu lábio
Na boca do sábio
Um novo sorriso surgir

Caiu na rede!
Os nudes, o ensaio sensual
O escândalo político
A barbárie nacional
 
Caiu na rede!
O famoso que é brigão
O divórcio aguardado
A inútil opinião
 
Caiu na rede!
Treze stories do café
Digital influencer food
Que ninguém sabe o que é
 
Caiu na rede!
E o peixe era você.
Tropeçamos há 37 minutos
E agonizamos nas águas da vida alheia
À mercê sabe do quê
Viver bem exige calma.
A madeira vira cinza sob o olhar de quem tem calma.
Dançam as ondas. Nas repetições se reinventam e se faz a calmaria.
O paciente se cura melhor se acalmado está.
Com Deus se aprende melhor contando com calma os dias, os ensinos, as bênçãos.
Calma.
O mundo pede calma.
E a calma, pede alma.
A minha.
De tão velha, a garrafa de vinho matou o dono. Na eterna espera do amanhã, ele ignorou o aviso: “Garrafa fechada. Aprecie com moderação”.
Seu amor é mais forte que meu medo
Onda fresca que seduz a rocha que chamo de coração
E vem, e vem, e vem
Até quando volta ela fica
E respinga
E me faz esperar seu retorno
Não controlo
Porque ela é vento e eu sem movimento
Puxo e tranco o meu ar
Mas ela vem, e ela sopra, e ela molha
O solo que tem ganas de sonhar
E se faz cego pra não ver a onda do amor chegar.

Meus pés me levam
E meu coração já está lá
Me faço canção, e a dança é a dois
Agora tudo é em par
E ando, e corro, e passo e repasso
As cenas, cenários e narizes de palhaço

Meus passos me levam
Mas meu coração já está lá
E ele bate forte, sai pela boca
Decidiu ir se casar
E rio, e choro, ensaio e não saio
Sei que estou pronto, mas quase desmaio!

Na tragédia e na comédia
No abstrato e no literal
No ensaiado e no improvisado
No drama e no clown

Hoje o palco é meu e dela
Os roteiros vão se unir
Muita gente na plateia
Pra amar, sorrir, chorar

Final 1
Falei mais do que queria
Mas é muita empolgação
Acaba logo agonia
Que continue a celebração

Final 2
Meus passos me levam
E meu coração já está lá
Que entre logo essa noiva
Que hoje eu vim foi pra casar